Seminário/Workshop reúne em Brasília principais autoridades da Infraestrutura Nacional

Foto: Adalberto Ruy

A Associação Nacional dos Analistas e Especialistas em Infraestrutura (ANEINFRA) realizou, na quinta-feira (08/11), o Seminário de Infraestrutura Nacional: Governança de Políticas e Perspectivas de Integração e o Workshop da Categoria de Infraestrutura. O evento fez parte das comemorações dos 10 anos de contribuição da Categoria de Infraestrutura à Administração Pública Federal e à sociedade.

Realizado no auditório Belmiro Siqueira, da Escola Nacional da Administração Pública (ENAP), localizada em Brasília, tendo como objetivo estimular o debate sobre o segmento e promover reflexões sobre o papel da Categoria frente ao governo e à sociedade. O evento trouxe para o debate, 8 palestrantes que ministraram mais de 5 horas de formação para mais de 200 inscritos.

No período da manhã, o seminário contou com a participação do (a): Presidência da República, representada pela Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (SPPI), Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, representado pela Secretaria de Planejamento e Assuntos Econômicos (SEPLAN), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e sociedade civil organizada, representada pelas Confederações Nacionais da Indústria (CNI) e do Transporte (CNT). Tendo a infraestrutura nacional como tema central, as palestras ofereceram ao público análise e proposições sobre Governança de Políticas Públicas e Gestão Integrada.

A primeira palestra foi ministrada por Adalberto Vasconcelos, Secretário da SPPI, que apresentou a avaliação dos 30 meses do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI).  Foi afirmado que o Programa conseguiu qualificar 191 projetos de infraestrutura, dos quais 105 foram concluídos (55%), totalizando R$ 236 bilhões em investimentos contratados e R$ 46,4 bilhões em outorgas/bônus. Vasconcelos disse que o PPI foi o principal vetor responsável pela atração dos investidores estrangeiros para o Brasil nos últimos dois anos. Ressaltou a importância do papel dos Analistas e Especialistas em Infraestrutura na formulação de políticas públicas e na estruturação dos projetos selecionados para o Programa. Destacou que países que nunca investiram no Brasil começaram a considerar nosso país como local apropriado para investimentos e que, assim, hoje o Brasil tem visibilidade mundial.

Fernanda Rezende, coordenadora de desenvolvimento do transporte da CNT, destacou em sua palestra a necessidade de investimento público e privado na infraestrutura de transporte para impulsionar a economia. Fernanda afirma que a arrecadação para a melhoria desse segmento ainda é deficiente e não consolida o sistema nacional. O plano CNT de transporte e logística é necessário para apoiar o desenvolvimento e apresentar uma contribuição para a melhoria do desempenho e da integração dos sistemas de transporte do Brasil. O estudo dá um panorama das diversas modalidades de transporte e identifica um conjunto de intervenções prioritárias na infraestrutura desse segmento no país.

O fortalecimento do controle interno executivo e o suporte para o desenvolvimento de um bom trabalho foram destaques da fala da Especialista em Políticas e Indústria da Gerência Executiva de Infraestrutura da CNI, Ilana Ferreira “Nós temos defendido o instrumento da arbitragem para grandes empreendimentos, para evitar que obras sejam paralisadas de forma insoluta. Defendemos também a estrutura que existe hoje no PPI”.

Já Fabiano Pompermayer, Diretor de Estudos e Políticas Setoriais, de Inovação e Infraestrutura do IPEA, comentou que o IPEA tem realizado estudos sobre planejamento integrado da infraestrutura e que “a ideia é terem integrados todos os modelos econômicos, macroeconômicos, setoriais, de uso do solo, de metrópoles e de infraestrutura”.

Na parte final do evento, o presidente da ANEINFRA, Maurício Uzeda, coordenou na companhia da associada Julia Pêra, um workshop exclusivo para os integrantes da categoria de infraestrutura que teve como objetivo estimular o debate de questões internas dessa Associação como seu Planejamento Estratégico e profissionalização da sua gestão. O debate contou com a presença dos palestrantes Fábio Lima e Leonardo Volpatti da startup Levels, que destacaram uma análise de dados realizados por uma ferramenta indicadora, que aponta a melhor formulação de estratégias para defesa de direitos e interesses legítimos de associações de classe, capaz de possibilitar a identificação de tomadores de decisão, narrativas e apoiadores para encaminhamento das pautas com o intuito de contribuir com a defesa da classe dos associados da ANEINFRA. O ex Presidente da Instituição, André Perim, e o atual Vice-Presidente, Higor Guerra, também apresentaram palestras de alto valor agregado às questões internas deste qualificado grupo de servidores. Na sequência, vários participantes servidores do segmento, puderam dar suas opiniões e promover reflexões sobre o papel da Categoria de Infraestrutura como referência nacional para assuntos de Infraestrutura.

Pular para a barra de ferramentas