Sistema de Gestão de Carreiras (SGC)

Informe 180901 – Gestão ANEINFRApro

A Secretaria de Gestão (SEGES) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) deflagrou ações de modo a levantar dados representativos de servidores públicos federais para inserção no Sistema de Gestão Carreiras (SGC).

Nesse sentido a SEGES encomendou o trabalho de mapeamento de competências para a Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e ainda solicitou a colaboração da Associação Nacional dos Analistas e Especialistas em Infraestrutura (ANEINFRA) e da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP) na promoção dessas ações entre seus pares.

Vigilante no seu dever de representar os associados e defender seus interesses (Estatuto Social, capítulo IV, art. 7º, item I) e em atendimento a solicitação da SEGES/MP, a ANEINFRA reitera o chamamento do órgão gestor das carreiras transversais para que os Analistas de Infraestrutura e os Especialistas em Infraestrutura a colaborem nas etapas de construção do SGC.

Para uma colaboração segura e livre de dúvidas, foram disponibilizados dois canais de comunicação para interação exclusiva dos integrantes da Categoria de Infraestrutura, a saber: Fórum do site (restrito aos associados) e grupo do TELEGRAM (acessível a todos integrantes da Categoria de Infraestrutura, associados ou não). Interessados em entrar nesse grupo do TELEGRAM devem fazer sua solicitação a Diretoria da ANEINFRA.

Desta forma afim de se iniciar os primeiros esclarecimentos, apresenta-se este resumo:

  • OBJETIVO GERAL

Foram os seguintes itens informados pela SEGES à ANEINFRA que se espera alcançar com a implantação do SGC:

  1. Gerar subsídios para o Sistema de Gestão de Carreira (SGC) que otimizará o processo de movimentação e aproveitamento dos servidores; 
  1. Identificar as principais contribuições das carreiras à formulação e à gestão de políticas públicas, os fatores que afetam os diferentes itinerários acadêmicos e profissionais, bem como as competências disponíveis e as que precisam ser desenvolvidas; 
  1. Gerar subsídios para elaboração de propostas de aperfeiçoamento das políticas de ingresso, desenvolvimento profissional e mobilidade. 
  • ETAPAS PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO SGC:

A SEGES almeja entregar o SGC em dezembro do corrente ano. Dessa forma espera que os integrantes da Categoria de Infraestrutura (CI) e os da carreira de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG), em atividade, afastados ou em licença, colaborem no cumprimento das seguintes etapas:

  1. Cadastramento de currículo na plataforma SIGEPE Banco de Talentos:

Integrado com a Plataforma Lattes do CNPq, o servidor deverá instalar aplicativo Sigepe Banco de Talentos (IOS ou Android) em seu smartphone ou tablet e seguir orientações contidas na mensagem recebida por e-mail para preenchimento dos dados. O aplicativo sofreu correções e sua nova versão foi atualizada na madrugada do dia 06/09/2018.

Em caso de dúvida sobre o preenchimento ou dificuldade na atualização de dados relativos ao Banco de Talentos, deve-se acessar a página de Perguntas e Respostas no site do MP: (http://www.planejamento.gov.br/assuntos/servidores/perguntas-e-respostas-banco-de-talentos) ou entrar em contato com a Central SIPEC por meio do telefone 0800 978 9009.

Caso o servidor não tenha Lattes já cadastrado, ele pode primeiro criar o currículo no computador no site do Lattes no CNPQ e depois usar o aplicativo do Banco de Talentos apenas para importar os dados.

  1. Levantamento de dados cadastrais e funcionais no SIAPE:

O SIAPE servirá também como fonte de dados para o SGC, logo o servidor deverá atualizar seus dados cadastrais no SIAPE.

  1. Pesquisa censo de trajetória profissional:

Munidos dos dados funcionais, perfil demográfico, formação e trajetória profissional, a SEGES deverá elaborar o censo exclusivamente para as carreiras transversais.

  1. Mapeamento de competências:

Inicialmente, a título de projeto piloto, apenas a Categoria de Infraestrutura e a carreira de EPPGG irão cumprir essa etapa gerenciada pela Enap.

A mesma consiste em 6 fases, das quais a primeira (Grupo focal de formulação) foi encerrada na última quinta-feira, 06/09/18, e contou com um grupo diversificado e qualificado de Analistas de Infraestrutura e Especialista em Infraestrutura, indicados pelo Comitê Consultivo da CI, a conhecer: Adriane Pastore, André Krauss, Bruno Carvalho, Fernanda Capdeville, Issa Miguel, Jonathas Trindade, Mário Dirani, Maurício Uzeda, Paulo Falcão, Stanley Bastos e Thiago Neiva.

As demais fases são: Grupo focal de aprofundamento e validação (composta por colegas da CI também indicados pelo seu Comitê Consultivo); Entrevistas coletivas de validação de conteúdo; Pesquisa no formato on-line; Entrevistas para validação da importância das competências por classe; e Análise e Entrega dos produtos finais.

  • CRONOGRAMA

Embora ainda passível de alteração, este é o cronograma apresentado pela SEGES:

ETAPAS INÍCIO TÉRMINO
Currículo – Banco de Talentos
Currículo – Sigepe Banco de Talentos. 30/08/2018 14/09/2018
Censo
Aplicação do Instrumento. a definir 03/10/2018
Análise e Entrega dos produtos finais. 03/10/2018 30/11/2018
Mapeamento de Competências
Grupos focais de formulação. 03/09/2018 06/09/2018
Grupo focais de aprofundamento e validação. 11/09/2018 13/09/2018
Entrevistas coletivas de validação de conteúdo. 14/09/2018 14/09/2018
Pesquisa no formato on-line. 01/10/2018 14/10/2018
Entrevistas para validação da importância das competências por classe. 22/10/2018 26/10/2018
Análise e Entrega dos produtos finais. 15/10/2018 30/11/2018

 

Pular para a barra de ferramentas